8 animes baseados em games japoneses

Natalia Tojal
14 leitura mínima

Já fizemos uma matéria sobre animações perfeitas para gamers, mas desta vez iremos falar de 8 animes baseados em games japoneses. Essa lista vai desde jogos que marcaram a infância de muitos nas décadas de 80 e 90 até títulos mais recentes e pouco conhecidos, mas que também merecem destaque. Sem mais delongas, vamos às indicações. 

8. Ace Attorney

Ace Attorney
Fonte: Pôster Divulgação

Ace Attorney é uma série de visual novels (jogos cujo foco está mais no enredo que na gameplay em si) desenvolvida pela Capcom. O primeiro título, Phoenix Wright: Ace Attorney, foi lançado em 2001, e o mais recente, Phoenix Wright: Ace Attorney Trilogy, saiu em 2019. 

Sinopse: O jogador assume o papel de um advogado de defesa cuja missão obviamente é provar a inocência de seu cliente, usando provas conquistadas através de investigação. Como é um game japonês, o sistema legal é baseado no deste país, algo que pode ser confuso para alguns jogadores de início. 

Baseada nos três primeiros jogos da franquia, a adaptação em anime teve duas temporadas, produzidas respectivamente pela A1-Pictures e pela CloverWorks. Foram 47 episódios, transmitidos entre 2016 e 2019, seguindo a premissa de um advogado defendendo seus clientes. 

O anime puxa bastante para a comédia em alguns momentos, perfeito para os fãs de nonsense. A obra também é interessante por mostrar um pouco do sistema japonês, nos faz aprender mais sobre a cultura do país. 

Onde assistir: Crunchyroll

7. Castlevania

Castlevania
Fonte: Pôster Divulgação

Castlevania, franquia criada e desenvolvida pela Konami, sempre fez bastante sucesso, inclusive aqui nas terras brasileiras. Seu primeiro jogo foi lançado em 1986, mas a saga não parou por aí, recebendo títulos novos até hoje. 

Sinopse do game: A fantasia gótica conta a história de Drácula, conde dos vampiros, que acordou novamente para trazer o terror à terra dos vivos. Seu despertar chama a atenção de Simon Belmont, que vem de uma linhagem de caçadores de vampiros. Em sua busca para derrotar o conde, Simon entra em Castlevania, confrontando Drácula. 

Em 2017, a Netflix lançou a versão animada da história de Castlevania. Com 3 temporadas e 22 episódios até o momento, a série segue bem-sucedida, agradando um grande público com sua animação mais adulta. 

Sinopse do anime: A adaptação não segue exatamente a história do primeiro game, mas nem por isso deixa toda a bagagem do material original de lado. Aqui conhecemos o conde Vlad Drácula Tepes, que perde sua esposa queimada viva pelo povo de Valáquia por ser considerada bruxa. Buscando vingança, o conde jura que o povo irá pagar com suas vidas. Para impedi-lo surge o caçador de vampiros Trevor Belmont, da mesma linhagem do protagonista dos games. Ele contará com a ajuda de uma maga, Sypha Belnades, e do próprio filho do Drácula, Alucard, para vencer e salvar Valáquia. 

Quem gosta dos jogos ou de histórias de horror irá aproveitar bastante a série. São poucos episódios por temporada, o que facilita a maratona. Além disso, a animação foi muito bem feita, assim como o roteiro, fazendo jus à qualidade da franquia. 

Onde assistir: Netflix

6. Fate

Fate
Fonte: Pôster Divulgação 

A franquia Fate ficou bastante conhecida pelos otakus após as diversas adaptações para anime. Lançados desde 2004, os jogos foram desenvolvidos pela empresa Type-Moon, sendo 6 no total. Dentre eles, há visual novels, RPGs e jogos de luta. 

Sinopse: Na história original, Fate/Stay Night, há um ritual chamado Guerra do Santo Graal, que acontece a cada 60 anos. Sete magos lutam entre si para conquistar o lendário Santo Graal, um artefato que pode realizar qualquer desejo. Cada competidor deve ser escolhido pelo próprio Graal para então invocar seus servos, espíritos heroicos baseados em figuras históricas ou fictícias. Os servos são divididos em sete categorias, de acordo com suas habilidades: Saber, Archer, Lancer, Rider, Caster, Assassin e Berserker. 

Sua próxima edição está para começar, desta vez na cidade fictícia Fuyuki, no ano de 2004. Shirou Emiya é um dos escolhidos pelo Graal. Ao lado de sua serva, Saber, ele deve derrotar os inimigos e conquistar o incrível artefato lendário.

A adaptação desse game segue a mesma premissa, com os mesmos personagens. Foi feita pelo Studio DEEN, com 25 episódios, e lançada em 2006. Após o sucesso do primeiro Fate, outros games foram adaptados, criando uma enorme franquia tanto de jogos quanto de animes. 

Para quem gosta de histórias de ação e magia, essa é perfeita. A série pode se tornar repetitiva ao longo do tempo por ter a mesma premissa do Graal, mas como há uma troca de personagens, ela vai recebendo uma nova roupagem. Há vários sites indicando qual é a melhor sequência para assistir, então prepare a pipoca, porque a maratona será longa. 

Onde assistir: Crunchyroll

5. God Eater

God Eater
Fonte: Pôster Divulgação

God Eater é uma série de RPG da Bandai Namco. O primeiro jogo foi lançado em 2010 e as sequências em 2013 e 2019. Existem edições especiais, como expansões e spin-offs, mas apenas três títulos principais. 

Sinopse: Em 2071, a humanidade se encontra próxima à extinção, provocada pelo surgimento de monstros, apelidados de Aragami, que se alimentam de seres humanos. Esses seres são imunes a armas humanas comuns, sendo necessária a criação de equipamentos especiais denominados God Arc, utilizados pelos God Eaters, que combatem os Aragamis. 

A adaptação de God Eater para anime, lançada em 2015, ficou por conta do estúdio Ufotable, com 13 episódios no total. Episódios especiais também foram lançados, com versões alternativas e prequels

O game é muito indicado para fãs de Monster Hunter, pois possui a mesma pegada. Já o anime é mais recomendado a quem curte ação/fantasia e histórias pós-apocalípticas. A animação é em computação gráfica, o que pode ser estranho para os que estão acostumados com o traço convencional dos desenhos japoneses.  

Onde assistir: Crunchyroll | Netflix

4. Ni no Kuni

Ni no Kuni
Fonte: Pôster Divulgação

Ni no Kuni é mais uma série de RPG da Bandai Namco. Seu primeiro game saiu em 2010, com uma versão aprimorada em 2011 e uma sequência em 2018. 

Sinopse do game: Oliver é um garoto jovem que vive com a mãe. Desde cedo ele possui um espírito aventureiro, mas um dia isso o leva para uma situação perigosa. Quem o salva é sua mãe, que acaba sofrendo as consequências. Oliver embarca então em uma aventura para salvá-la e descobre que há muito mais em jogo. 

Em 2019, saiu pela Netflix uma adaptação em longa metragem do jogo. O estúdio responsável foi o OLM. Quem é muito fã dos games pode se espantar com o anime, pois apenas o ambiente é inspirado no original. A história segue uma premissa totalmente diferente. 

Sinopse do anime: Na adaptação, acompanhamos dois amigos, Yuu e Haru, que começam uma aventura rumo a Ni no Kuni para salvar sua amiga Kotona, que está em apuros. 

A animação está muito bonita e a ideia de mundo do game ainda está presente. Por ser uma história de fantasia de qualidade inspirada em um jogo renomado, é uma boa pedida para os fãs com mente mais aberta e para aqueles que ainda não conhecem a história. 

Onde Assistir: Netflix

3. Steins;Gate

Steins;Gate
Fonte: Pôster Divulgação

Steins;Gate é uma série de visual novels criada pela 5pb e pela Nitroplus. O primeiro game saiu em 2010 e mais dois títulos foram lançados: S;G: Zero e S;G: Elite, em 2015 e 2018, respectivamente.  

Sinopse: Acompanhamos Okabe, um cientista maluco, e seus amigos Hashida e Mayuri criando uma espécie de máquina do tempo. Kurisu, uma cientista renomada, se junta aos três por se interessar pela pesquisa. O quarteto acaba se envolvendo em assuntos sérios relacionados organizações secretas e até ao governo. 

Steins;Gate foi adaptado para anime pelo estúdio White Fox, com 24 episódios. É um dos animes mais populares de ficção científica no nicho de viagem no tempo, sendo avaliado com notas altíssimas.

Para quem é fã do gênero e procura uma história envolvente, Steins;Gate é a melhor pedida. Tem personagens cativantes, reviravoltas surpreendentes e bastante ação. 

Onde assistir: Funimation (streaming chegará ao Brasil em breve)

2. Danganronpa

Danganronpa
Fonte: Pôster Divulgação

Danganronpa é uma visual novel criada pela empresa Spike Chunsoft, lançado em 2010. Depois desse primeiro título, mais dois principais foram lançados, além de um spin-off da série. 

Sinopse: A história se passa em Hope’s Peak Academy, uma escola de elite frequentada somente pelos melhores alunos do mundo. Lá suas habilidades irão evoluir, os tornando adultos competentes. Mas quando o jogador entra na escola, descobre que era tudo fachada. Para se formar, é necessário cometer um assassinato sem ser descoberto. 

Danganronpa: The Animation, inspirado no primeiro game, foi lançado em 2013 pelo estúdio Lerche. Tem apenas 13 episódios, mas recebeu outras duas temporadas. O anime segue a premissa do jogo, porém com Naegi Makoto como protagonista. 

Há quem diga que o game não foi bem adaptado e o anime ficou inferior ao original; porém, para aqueles que não conhecem a história, é um ótimo meio de entrada.

Onde assistir: Funimation (streaming chegará ao Brasil em breve)

1. Pokémon

Pokémon
Fonte: Pôster Divulgação

É impossível falar de animes baseados em jogos japoneses e não citar Pokémon, uma das maiores franquias da indústria do entretenimento, conhecida até por quem não está envolvido no meio dos games. 

A série de Pokémon é gigantesca, pois além dos jogos principais, há muitos outros spin-offs e especiais. A primeira geração da série foi lançada em 1996, com as edições Red e Green. As últimas, Sword e Shield, chegaram em 2019. 

Sinopse do game: O jogador começa em Kanto, na cidade de Pallet. Assim como outros treinadores, ele recebe do professor Carvalho seu pokémon inicial, podendo ser um Charmander, Squirtle ou Bulbasaur. A partir desse ponto, o protagonista deverá enfrentar adversários e ginásios para se tornar o melhor treinador pokémon. 

A adaptação chegou no ano seguinte, em 1997, pelo estúdio OLM. Até os dias de hoje continuam adaptando os games para anime, expandindo as gerações cada vez mais para as telinhas. Fora isso, há vários filmes e especiais da série. 

Sinopse do anime: Acompanhamos Ash Ketchum, um garoto de 10 anos que irá começar sua aventura como treinador Pokémon. Por já ter entregue os 3 iniciais convencionais, não restou ao professor Carvalho outra opção senão entregar a Ash o Pikachu – que ao longo da história se torna melhor amigo do garoto. 

O anime não segue a história dos games, porém acompanha a ordem das gerações de Pokémon, facilitando entender em qual ponto o anime está em comparação aos jogos. 

As primeiras temporadas da animação, ao meu ver, são as melhores. Quem já jogou os games provavelmente assistiu algo da adaptação, senão tudo. Mas para quem não conhece a franquia, é uma ótima forma de conhecer melhor os pokémons e, quem sabe, despertar a vontade de jogar. 

Onde assistir: Netflix

Há diversos animes baseados em games japoneses, mas esses foram alguns que fizeram mais sucesso, mesmo que dentro de um nicho específico. Quem souber de outras adaptações, deixe nos comentários para expandir essa lista e não deixem de conferir nosso outro post sobre animes e jogos. 

Revisão: Caroline Marques

MARCADO:
Compartilhe este artigo
2 comentários
tes