Reality Z: adaptação brasileira da série Dead Set estreia na Netflix

A netflix lançou hoje (10/06) a série “Reality Z”, adaptação brasileira da série Britânica “Dead Set”. Ana Hartmann e Guilherme Weber fazem parte do elenco.

Série Reality Z

A plataforma de streaming Netflix lançou hoje (10) a série de ação, terror e comédia “Reality Z”. Trata-se de uma adaptação de Dead Seat, de 2008, escrita por Charlie Brooker, criador de Black Mirror.

A direção é de Claudio Torres, que se inspirou na série britânica e resolveu fazer uma versão carioca da produção. A história se passa no Rio de Janeiro, onde um surto acontece às vésperas da eliminação de um reality show, denominado “Olimpo”.

A princípio, Torres decidiu transformar uma websérie em algo “maior” e que pudesse ter continuidade com novas temporadas. Em entrevista recente ao Omelete, ele ironizou o enredo da ficção: “Sinto que a sociedade que a gente vive está sempre beirando o colapso de alguma forma. Esse momento atual de quase-colapso parece que é um espelhamento perfeito, sabe?”, afirmou, ao fazer um paralelo com a recente pandemia de COVID-19.

Em seu elenco, Reality Z conta com atores como: Ana Hartmann (Nina), Guilherme Weber (Brandão), Jesus Luz (Lucas), Hanna Romanazzi (Jéssica) e uma participação especial de Sabrina Sato. O diretor da série afirmou que pretende continuar o projeto, dependendo de como o público irá receber a produção.

À esquerda, Nina, personagem principal de Reality Z; à direita, Kelly, personagem principal de Dead Set (2008).

A série tem sido um divisor de águas entre muitos fãs do gênero. Alguns defendem, elogiam os efeitos visuais e aplaudem a fidelidade ao produto original. No entanto, há quem diga que ela é apenas uma cópia de baixíssima qualidade.

Seja como for, trata-se de uma inovação da dramaturgia nacional, uma área nunca antes explorada por diretores brasileiros. Desse modo, resolvemos trazer a notícia para os seguidores da CBG. Assim, por ser uma adaptação brasileira, devemos dar uma visibilidade e atenção maior.

Luiza Oliveira

Luiza Oliveira, vinte dois (23) anos, redatora da equipe CBG. Viciada em café, amante da arte, escrita e bookaholic assumida. Técnica em gestão de Recursos Humanos — adepta da filosofia Kaizen — vive em um relacionamento inconstante entre o Wordpress, Google Drive e Spotity. Nas horas vagas, costuma ler, assistir um bom filme ou jogar algum clássico de ação/terror.

Parceiros CBG